Notícias eScience
Saiba o que está há de novo no CEPID eScience!

 

 

Voltar

II Workshop do eScience integra pesquisadores com palestras de ponta

II Workshop do eScience integra pesquisadores com palestras de ponta

Imagem
O CEPID eScience está realizando um evento para integrar pesquisadores de diferentes áreas que utilizam a modelagem computacional em seus trabalhos. Com palestras de cientistas nacionais e internacionais, o evento ocorre de 18 a 20 de maio. Além de exposições, traz minicursos na programação. "O objetivo é integrar pesquisadores da engenharia, ciências de materiais e química computacional e promover trocas entre as áreas", explica o diretor do CEPID, Munir Skaf, do Instituto de Química da Unicamp. O tema de modelagens multi-escalas – técnicas que vão desde a dimensão atômica até grandes estruturas – foi escolhido para aproveitar a estada de Nimal Rajapakse, da Universidade Simon Fraser, do Canadá, atualmente no Brasil como Professor Visitante do Exterior (PVE). Modelagens são modelos matemáticos e da computação aplicados à análise de problemas que tocam a diversas áreas do conhecimento. "A ideia é fazer workshops anuais. Este ano, escolhemos a engenharia mecânica computacional, área do professor Nimal Rajapakse, que tem interface com todas as pesquisas do centro", afirma Munir Skaf. Palestras - O primeiro dia de programação contou com apresentação de pesquisadores como GR Liu (Universidade de Cincinnati), Dietmar Gross (Instituto de Tecnologia da Universidade de Darmstadt), Euclides Mesquita, Renato Pavanello, William Martins (Unicamp), Nimal Rajapakse (Simon Fraser) e de Munir Skaf (Unicamp). Os convidados expuseram trabalhos alinhados à temática proposta. "GR Liu, por exemplo, apresentou técnicas desenvolvidas que vão de sistemas atômicos até macroscópicos, como os efeitos micro e macro de uma implosão de um prédio a partir de modelagens computacionais", ilustra Munir Skaf. Já Dietmar Gross mostrou propriedades de materiais sensores elétricos e magnéticos. Entre equações e gráficos, o professor da Alemanha chamou a atenção para ideias ainda em desenvolvimento. Entre elas, um tecido acoplado a um bolso de calça jeans, capaz de manter a carga de um celular a partir dos movimentos corporais de quem o veste. Euclides Mesquita, da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp, além de apresentar dados da universidade para os visitantes, mostrou desenvolvimentos relacionados ao Laboratório Nacional de Luz Síncrotron. Renato Pavanello, Renato Picelli e William Martins levaram ao evento multifísica e sistemas acoplados multi-escala. Nimal Rajapakse tratou de propriedades do grafeno, uma das formas cristalinas do carbono. Munir Skaf deu explicações sobre comportamento de estruturas atômicas em seus movimentos de energia. Trocas – Além das palestras, a interação promovida pelo encontro foi destacada como ponto positivo entre os participantes. "Conheço alguns colegas pessoalmente e também pela literatura científica que produzem e quando recebi o convite, fiquei feliz", declara Dietmar Gross. "É uma forma enriquecedora de interagir com o pessoal das ciências básicas, fora da engenharia, e se deparar com novos conhecimentos e novas formas de trabalhar. Além disso, é interessante ver qual é o reflexo que fazemos nas outras áreas", declara Renato Pavanello, professor da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp. "Aqui recebi questões que nunca havia recebido, o que contribui para o meu trabalho", conta o doutorando Renato Picelli, que apresentou sua pesquisa sobre fluidos. "Tive a oportunidade de ver outros cientistas. A interdisciplinaridade é interessante porque pode abrir possibilidade para futuros trabalhos conjuntos", completa. Seu colega, William Martins, pós-doutorando na Engenharia Mecânica da Unicamp, concorda: "Vim há pouco do Royal Melborne Institute of Technology, Austrália, e esse evento está sendo bom para conhecer o pessoal do CEPID. Essa multidisciplinaridade é uma tendência mundial e o eScience representa isso muito bem, com professore s muito bons, com muita publicação", afirma. Mariana Castro Alves é jornalista e bolsista Fapesp para divulgação do CEPID Centro de Pesquisa em Engenharia e Ciências Computacionais.

NOTÍCIA EM DESTAQUE

A nanotecnologia contra o aquecimento global

Os nanomateriais têm as suas dimensões em nanoescala e são dotados de características inovadoras, tendo sido a base de várias aplicações tecnológicas nos últimos anos. Uma recente pesquisa desenvolvida pela Unicamp sugere que os chamados nanorolos de grafeno podem ser usados na redução da emissão de gás carbônico para a atmosfera.
NOTÍCIAS MAIS LIDAS