Notícias eScience
Saiba o que está há de novo no CEPID eScience!

 

 

Voltar

Cientistas internacionais mostram pesquisas no II Workshop do CEPID eScience

II Workshop do eScience continua com palestras de professores do exterior e do Brasil

 

Pesquisadores estrangeiros e brasileiros continuam a apresentar os resultados de suas pesquisas no II Workshop, realizado de 18 a 22 de maio.

Jim Pfaendtner, da Engenharia Química da Universidade de Washington, abriu o segundo dia do evento com exposição sobre modelos de agregação de peptídeos e interações entre proteínas, na terça 19. Charles Laughton, da Universidade de Nottingham, apresentou estratégias de simulações conjuntas de dinâmicas biomoleculares.

"É um centro de excelência na interface entre disciplinas como química e engenharia. Essa interseção entre diversas áreas me parece forte aqui na Unicamp", declara Jim Pfaendtner.

"Nos Estados Unidos, em geral, as pessoas não têm tempo para discutir com outras áreas. Esse evento é uma boa oportunidade e estou feliz por estar aqui", afirma o cientista norte-americano, que conta que conheceu o trabalho do CEPID em um evento em Montevideo, através do diretor do centro, Munir Skaf.

 

Palestras - O diretor do eScience, professor Munir Skaf, apresentou resultados de grupo no Brasil sobre dinâmica molecular e sistemas biomoleculares, pesquisas produzidas com a colaboração e interação com biofísicos e biólogos.

Trabalhos relacionados ao conhecimento da celulose originária da cana-de-açúcar; pesquisas sobre receptores nucleares – que regulam a transcrição de genes e são importantes no estudo de doenças como câncer, diabetes e processos inflamatórios – além de estudos que tocam em diferentes tipos de hormônios e interações com insulina foram apresentados a cientistas nacionais e estrangeiros.

 

Participação - "Hoje foi um dia de apresentações de simulações de modelagens moleculares, que permitem obter propriedades dos materiais e funções", explica o professor do Instituto de Química da Unicamp, Leandro Martinez.

Para o professor Leandro, o resultado tem sido positivo: "Como o público é bastante diverso e cada um entende com sua profundidade, a partir de seus trabalhos. As perguntas têm sido pertinentes e, assim, acredito que realmente contribuem com o trabalho de cada um. A plateia está entendendo a relevância de cada pesquisa e isso é muito importante", afirma.

O evento busca interação entre diferentes campos das ciências que se utilizam da modelagem computacional em suas investigações, que variam do nível atômico ao macroscópico.

 

Mariana Castro Alves é jornalista e bolsista Fapesp para divulgação do CEPID Centro de Pesquisa em Engenharia e Ciências Computacionais.


NOTÍCIA EM DESTAQUE

A nanotecnologia contra o aquecimento global

Os nanomateriais têm as suas dimensões em nanoescala e são dotados de características inovadoras, tendo sido a base de várias aplicações tecnológicas nos últimos anos. Uma recente pesquisa desenvolvida pela Unicamp sugere que os chamados nanorolos de grafeno podem ser usados na redução da emissão de gás carbônico para a atmosfera.
NOTÍCIAS MAIS LIDAS